8 de setembro de 2016

Discurso de ódio e liberdade de expressão são coisas diferentes

8 de setembro de 2016

Com a evolução da internet, discursos de ódio tem ganhado uma repercussão absurda. A possibilidade de escrever ofensas de forma anônima se tornou um vício. Escondidos atrás de telas, indivíduos vomitam palavras negativas chamadas carinhosamente de "liberdade de expressão". Vamos deixar uma coisa bem clara desde o princípio: liberdade de expressão não afeta os direitos e moral de outro. Comentários racistas, sexistas, homofóbicos ou de qualquer outro tipo de preconceito, não se encaixam nessa liberdade.

"A internet se tornou um lugar chato" ou "não se pode mais brincar com nada hoje em dia" são frases que podem ser encontradas facilmente em postagens defendendo um ideal ou denunciando alguma atitude preconceituosa. Realmente o mundo está se tornando chato para aquela pessoa que cresceu acostumada a provocar atitudes preconceituosas no modo automático, para aquela pessoa que nunca sentiu medo de ser violentada na rua, para aquela pessoa que agora vai ser julgada ao fazer piadas desagradáveis. As minorias estão ganhando um pouco mais de espaço, uma oportunidade de ter uma voz e de se manifestar, coisa que anos atrás nem se podia imaginar. Ainda há um longo caminho para a equidade, mas o primeiro passo foi dado no momento em que os pertencentes às diversas minorias não deixaram suas vozes serem abafadas. 

Acredito que empatia seja a palavra que pessoas com os corações cobertos por raiva tem que ter em mente. A capacidade de sentir o que outra pessoa poderia sentir é um bom começo para compreender o próximo, aceitá-lo e respeitá-lo. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

TOPO ▲
Blogando e Tecendo© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. TECNOLOGIA BLOGGER 2015/2016. Design por Kfofo Design